17 outubro, 2006

Tu és


Tu és a água viva

Manifesta a Tua Santidade em mim,
Re­toma-me de entre a minha dispersão!
Recolhe-me de onde me perdi
e enche-me de novo o coração!

Tu és a água viva! Tu és a água pura!
Inunda-me, inunda-me e tudo se transformará em mim!
(bis)


A minha terra se abrirá à Tua chuva,
as minhas pedras não farão mal a ninguém,
meus montes serão caminho para todos.
Meu pasto abundante cura será,
Para todo o que coma de mim,
e eu serei a terra que emana leite e mel.


Refrão

Dar-me-ás umas entranhas novas, as minhas pedras não
farão mal a ninguém, só acariciarão!...
Infunde o Teu Espírito em mim, Senhor,
e faz que se apaixone por mim!
Que queira fazer morada em mim e assim eu tenha sabor a Ti..
Então habitarei a terra que é minha,
e eu serei o Teu Povo e tu serás meu Deus!

Refrão

2 comentários:

Irene disse...

És linda ritinha...
bjokas

Gostei de te ver em acção, continua o bom trabalho.

Agora só fica a faltar uma coisa... cumprires a tua promessa no domingo ;) Fico à espera...

P. Manuel Mendes (SDB) disse...

Olá, parabéns pela ideia e pela estética. ao ver e ler até a música me salta na cabeça!
A imagem com a paisagem, a presença da água, a serenidade desta que parece parar o tempo lança-nos para o infinito.
Brava!